[Tutorial] Tática 3 Maquina de Fulga

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Tutorial] Tática 3 Maquina de Fulga

Mensagem  Iron_GM em Seg Fev 22, 2010 12:41 pm

Máquina de fuga


No modo Refém, o objetivo dos CTs será resgatar o refém, principalmente se ele for um cientista ou um VIP (os engenheiros são "bucha de canhão" facilmente descartável). Em jogos de rede, no entanto, pode acontecer que o refém seja morto no tiroteio e nem por isso o jogo acabe. Quando isso ocorrer, os policiais farão o possível para matar os terroristas, que terão de correr. E muito. Mas existe um jeito certo de correr. É a técnica do Recuo.
Objetivo: realizar a fuga do time terrorista de um ponto X, se possível levando reféns e matando counters.
Ingredientes: pelo menos seis terroristas armados com armas de médio alcance, como ak-47 e submetralhadoras. O refém é opcional (caso ele já não esteja morto).
Como fazer: no momento de se esconder em algum lugar, você deve sempre fazer um reconhecimento para ter certeza de que existem pontos de fuga possíveis, como por exemplo, uma saída traseira,se você está em um prédio, ou uma rua paralela, se você está no cenário Sampa.
Após escolher o local para se embrenhar, construa a seguinte formação: dois terroristas apontando armas para o refém, posicionados no front de sua posição; outros postados nas laterais dessa comissão de frente - esses serão a metralhadora giratória" - responsável pela artilharia móvel em todas as direções; e outros dois terroristas na retaguarda, defendendo-se contra um ataque surpresa e prontos para guiar o grupo para uma fuga, se preciso abrindo fogo contra o inimigo. Essa estratégia exige uma grande interação do grupo e facilidade em jogar com o mouse e o teclado, já que ela é uma manobra de grande flexibilidade - as posições de front e retaguarda, defesa e contra-defesa podem se inverter instantaneamente.
Em uma situação com as das ruas de São Paulo, com uma investida de counters pelos dois flancos, ou com um atirador disparando de algum telhado, a formação deverá ser a seguinte:

Esquema 1
Ponto importante: evite lugares onde existam telhados ou pontos mais altos à vista. Estes pontos podem ser usados pelos atiradores de elite inimigos. Isso inclui muros e telhados em declive em um pátio (como no cenário cs_italy).
Ponto fraco da tática: em campo aberto, os counters poderão dispersar a formação através de granadas de gás, ou mesmo HE Grenades, lançadas em direção ao centro do grupo.

Retração total
No caso de uma invasão que pareça imenente, na qual o time dos terroristas está encurralado em um ponto atacável por todos os lados - como no centro de um armazém -, ou após uma retirada, como a mostrada na estratégia anterior, que termina por ser desastrosa por te sido feita em direção a um local improvisado e aberto demais, o ideal é partir para a tática de Retração Total.
Objetivo: a Retração Total consiste na utilização de um princípio óbvio: quanto mais inacessível você for aos tiros inimigos, menos chances terá de matar o time que está tentando tomar sua posição de assalto.
Ingredientes: ao menos quatro terroristas, armados com pistolas e armas de longo alcance. Granadas são desejáveis. O refém, novamente, é opcional.
Como fazer: ao contrário da tática de Máquina de Fuga, aqui as vantagens são bem menores, para não dizer nulas. Devemos, portanto, minimizar a desvantagem de estarmos prestes a sofrer um assalto, ao mesmo tempo em que fortalecemos os pontos de risco do assalto para os counters.
Para começar, distancie o grupo de posições "encruzilhada", como o meio do armazém ou do beco. Escolha um canto para se agrupar, de preferência um local escuro ou obstruído por alguma coisa, como caixas. Uma dica: a maioria das pessoas, ao entrar em algum lugar, direciona os olhos primeiro para o canto direito. Procure então um esconderijo na ala esquerda do espaço onde estiver. Assim, no caso de um patrulha solitário ou de uma dupla de batedores abrindo o assalto, você se livrará de um ou dois inimigos sem muito esforço.
Após recolher-se a um canto, os terroristas devem se agachar. Isso evita que o grupo seja alvejado de imediato e de longa distância, principalmente no caso do uso de armas fulminantes. Dois terroristas farão o papel de front, mirando em direção ao "funil", o local de onde o esconderijo se expande em relação ao restante do ambiente. Logo atrás haverá outros dois terroristas, que estarão cuidando do refém, ao mesmo tempo em que se preparam com granadas e pistolas para repelir os inimigos a distância.
Ponto importante: e se os policiais estiverem utilizando escudos? Isso dificulta muito a manobra: as comissões de frente com escudos servem, normalmente, para abrir caminho para a entrada de outros assaltantes, e a organização de uma linha de artilharia pesada atrás dos próprios escudos. Nesse caso o melhor a fazer é partir para o ataque aos escudos utilizando granadas. Em nenhuma hipótese, utilize bombas de fumaça: quem precisa de visibilidade dos passos do inimigo é você, por isso não dê a invisibilidade de presente ao seu adversário.
Ponto fraco da tática: além da possibilidade de ter de enfrentar uma comissão de frente com escudos, essa defesa esbarra em um problema óbvio: de um canto assaltado não há como fugir



Iron_GM
Admin

Mensagens : 53
Data de inscrição : 04/11/2009
Idade : 24

Ver perfil do usuário http://www.mustars.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum